domingo, 30 de outubro de 2011

BROÍNHAS DE BATATA-DOCE PARA O DIA DO BOLINHO

Mais um dia do Bolinho se aproxima e umas broínhas quentes saem do forno para bafejar o outono.

Broas de sabor tradicional num dos dias que recordo com saudade o "Pão por Deus". Durante a manhã do dia 1 de novembro as crianças andavam de porta em porta a pedir "Pão por Deus", ao vizinhos. Broínhas ou merendeiras, maçãs, castanhas, nozes, romãs e rebuçados, eram colocados na saca de pano do pão de cada um. Belos tempos...

Noutros anos fiz Pãezinhos para o dia do Bolinho ou os Bolinhos do dia do Bolinho. Estas broínhas deste ano são ainda mais macias e cheias de frutas. O que ser quer mais?

A batata-doce contribui com sabor e textura, ficam as broas mais macias. Não aprecio muito broas ou merendeiras de batata normal que ficam muito macias, para mim demasiado macias. Com batata-doce é diferente.
O facto de se triturar as batatas com o açúcar e os ovos agiliza ainda mais a preparação desta especialidade.

Podem usar-se frutas cristalizadas picadas ou outro tipo de fruta desidratada, eu prefiro apenas nozes, pinhões e passas que se podem omitir quando se lhes tem aversão.

Fiz assim...

BROÍNHAS DE BATATA-DOCE PARA O DIA DO BOLINHO


INGREDIENTES 
500g de batata-doce
400g de açúcar
3 ovos
250ml de água morna da cozedura da batata-doce
1 colher (sopa) de fermento biológico seco
1kg de farinha de trigo T65
2 limões (raspa)
1 colher (chá) de canela
2 colheres (chá) de erva-doce moída
pitada de sal
200g de miolo de noz partido
100g de pinhões
150g de passas claras/escuras

PREPARAÇÃO
Descascar as batatas-doces e cozê-las em água e sal. Reservar a água.

Num alguidar ou bacia triturar com a varinha mágica as batatas-doces cozidas com o açúcar.
Juntar os ovos e bater um pouco mais.
Acrescentar a água morna e o fermento, mexendo com uma colher de pau.
Juntar a farinha, a raspa de limão, a canela, a erva-doce e o sal.
Amassar até se obter uma massa homogénea.
Polvilhar a superfície com farinha, tapar com um pano sem pelo e cobrir com um cobertor.
Deixar levedar 1h e 30min..

Juntar as nozes, pinhões e passas e amassar um pouco até distribuir as frutas.
Polvilhar com farinha e tender broínhas com 120g cada.
Enrolar ligeiramente passando na pedra enfarinhada.
Deixar descansar 15min..

Levar a assar no forno a 180ºC cerca de 35min..
Retirar e deixar arrefecer sobre uma grelha ou imbricadas.

Rende 25 broínhas de 120g.

 
 
 
 
 
 

NOTAS, MAS NÃO MENOS IMPORTANTES
- Para que as batatas-doces não percam sabor ao cozer pode optar-se por descascá-las apenas no fim de cozidas (ou mesmo assá-las), mas como aproveito a água da cozedura prefiro descascá-las antes;
- Se não se usarem passas, acrescentar mais 100g de açúcar ao indicado;
- Ao tender as broas não devem ser trabalhadas em demasia para não perderem o ar retido e não se tornarem mais duras ao assar.

12 comentários:

  1. Renato,

    As broinhas ficaram fantásticas! Aqui onde moro é raro encontrar batata-doce e quando estão sendo vendidas são caríssimas e com aspecto não muito fresco... pena.

    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Excelente aspecto, fiquei com vontade de mordiscar uma!

    ResponderEliminar
  3. Aqui ainda se pede o Pão-por-Deus, embora já ninguém ponha nas sacas de pano das crianças os produtos alimentícios de antigamente, hoje em dia dá-se dinheiro ou guloseimas, influência do Halloween introduzido na ilha pelos americanos da Base das Lajes.

    Adoro essas broinhas, fazem-me lembrar o Natal. Comi algumas vezes em Coimbra e não tinha a receita. Este Natal vou fazer de certeza! :)

    ResponderEliminar
  4. Que bela receita esta!
    Feliz dia dos bolinhos ;)
    Babette

    ResponderEliminar
  5. Ficaram fantásticas as tuas broínhas, devem de ser deliciosas! Também já fiz as minhas, agora resta distribuir...eh eh eh!
    Beijinhos doces.

    ResponderEliminar
  6. Adorei, adoro esta tradição, ficaram mesmo de bater à tua porta :*

    ResponderEliminar
  7. Manuela e Mesa - A tradição ainda perdura um pouco, para além dos rebuçados e gomas ainda se oferece nozes, castanhas, maçãs, tangerinas e... o bolinho.
    Eu que o diga que agoira tenho "provas de bolinho" com tanta variedade que aqui chegou nos sacos ;) Ainda bem, é sinal que a tradição ainda não se perdeu por completo.

    ResponderEliminar
  8. Viva, andava à procura destas broínhas, queria perguntar-lhe se o fermento biológico seco de que fala pode ser substituído por biológico húmido. Obrigadíssima.
    Parabéns pela continuação de postagem de receitas acessíveis e tradicionais, admiro imenso essa característica.
    Diana.

    ResponderEliminar
  9. Olá, sim claro que pode susbstituir por fermento padeiro, use 50g deste diluindo-o na água morna de cozer as batatas doces descascadas.
    Depois conte como correu.

    ResponderEliminar
  10. Olá!Fiz hoje esta maravilhosa receita e os bolinhos ficaram deliciosos! Usei a máquina de pão e deixei-os levedar bem, ficaram bem fofinhos. Agradeço a receita e dou-lhe os parabéns pelo fantástico blogue que a partir de hoje acompanharei.
    Publiquei em meu blogue o resultado e a receita(com os devidos créditos)
    Beijinhos

    http://aromadecaf.blogspot.pt/2012/11/bolinhos-para-todos-os-santinhos.html

    ResponderEliminar

Deixe aqui o seu comentário a esta cozinha!